Categorias
Blog

Sua carreira após a pandemia, por Adriano Lima


Dando seguimento ao especial “Sua carreira após a pandemia“, convidamos Adriano Lima, especialista em carreiras e Sócio Fundador da AL+ People & Performance Solutions, para elucidar cinco importantes pontos para a sua carreira após o período que atravessamos.

Reciclagem profissional – correndo atrás de novas habilidades
As mudanças têm acontecido o tempo todo e com a ressignificação do ambiente de trabalho no mundo pós-pandemia, é imprescindível que profissionais se adequem aos novos tempos e corra atrás de novas habilidades. Na pós-quarentena, vamos perceber que vagas que não exigem conhecimentos digitais se tornarão cada vez mais escassas. A discussão no mundo pós-Covid não será mais se um profissional possui ou não essas habilidades, mas sim o nível desses conhecimentos. Precisamos nos reinventar todos os dias.

Profissão do futuro x profissão do presente – a ascensão de especialistas em tecnologia
Enquanto caminhávamos para um ambiente de trabalho mais tecnológico, a pandemia encurtou esse trajeto e trouxe o futuro antes mesmo que muitas empresas estivessem prontas. Com a transformação digital, as organizações precisarão, cada vez mais, de especialistas capacitados nas denominadas tecnologias emergentes como Internet das Coisas (IOT), blockchain, machine learning, entre outras. É importante estar atento às oportunidades e atento ao que o mercado está pedindo, pois trabalhadores não qualificados podem ficar desempregados se não estiverem alinhados para trabalhar lado a lado das inovações tecnológicas.

O fim do job description?
A descrição de cargo, metodologia comumente usada por muitas empresas e RHs já é algo que tem sido revisto por organizações do mundo inteiro. No Vale do Silício, por exemplo, essa modalidade não existe mais e a tendência é que ela seja extinta na maior parte das instituições. Se formos analisar, gasta-se muito tempo discutindo os termos de descrição do cargo que no momento em que são publicadas já não atendem à realidade, por isso, investir em habilidades que fogem do comum e que destaquem dos demais é a melhor maneira de conquistar o próprio espaço.

Possibilidades, transformação e requalificações.
Não podemos pensar em um mundo de trabalho estático, pois ele não existe mais. Vivemos em um mundo cheio de possibilidades, inovador e que agrega tecnologias cada vez mais modernas de automação, análise de dados e inteligência artificial (IA), entre outras. E para garantir a produtividade nesse novo contexto, é necessário requalificar a força de trabalho para o ambiente digital. Apesar de ser algo preciso e urgente, ainda não se sabe ao certo como acelerar o aprendizado dos profissionais. Trata-se de um desafio complexo e que exigirá esforço em conjunto de tomadores de decisão, trabalhadores e governos.

Protagonismo na carreira
Não é incomum encontrar profissionais que, diante das transformações, permanecem paralisados ao enfrentarem as novas demandas, mas recuperar o protagonismo na carreira é essencial para integrar o novo mercado de trabalho. Para auxiliar, algumas empresas criaram um movimento que tem como lema “todos devem poder viver, aprender, trabalhar e participar do mundo digital. O objetivo é requalificar os profissionais para que eles sejam reconduzidos e realocados ao mercado de trabalho em novas funções. E, nesse caso, a qualificação é ensinar a utilizar um novo dispositivo, mas gerar a experiência de aprender a pensar, agir e prosperar em um ecossistema online.