fbpx
Tempo de leitura: 2 minutos

As discussões sobre diversidade de gênero vêm ganhando força no mercado de tecnologia. O movimento pode ser observado em iniciativas como o Yes, She Codes, programa do Nubank voltado para a seleção de mulheres programadoras. Com mais 2,8 mil inscritos, a edição atual acontece entre os dias 23 e 24 de agosto, em São Paulo. Na entrevista abaixo, Silvia Kihara, gerente de Recrutamento do Nubank, fala sobre os detalhes do projeto e sobre a importância de investir na construção de times equilibrados.

Como funciona o programa Yes, She Codes?
O Yes, She Codes é um programa de recrutamento de mulheres que trabalham com engenharia de software. Criado e lançado pelo Nubank em 2018, com duração de dois dias, o evento também funciona como um momento de compartilhamento de informações e aproximação deste público junto aos times de Engenharia de Software do Nubank.

As mulheres inscritas no Yes, She Codes, primeiramente, fazem um teste preliminar analisado pela equipe atual de engenharia de software do Nubank. As aprovadas são convocadas para o segundo dia do programa, em companhia dos atuais profissionais do time para realizar uma série de exercícios. As candidatas de fora de São Paulo que venham a ser admitidas na fase do teste inicial têm os custos de transporte e hospedagem arcados pelo Nubank para que participem do evento.

As engenheiras de software aprovadas no processo também podem participar da abertura do nosso programa. Neste dia, as mulheres engenheiras presentes podem viver uma experiência de imersão no universo de tecnologia do Nubank, com palestras e contato com outras engenheiras da empresa e também com o cofundador e CTO da companhia, Edward Wible.

Esta segunda edição do Yes, She Codes acontece nos dias 23 e 24 de agosto. Para esta edição, o Nubank recebeu a aplicação de mais de 2,8 mil interessadas. Para se ter uma ideia, é mais que o triplo de inscrições recebidas em 2018, quando tivemos mais de 900 engenheiras de software que manifestaram a intenção de integrar o time do Nubank.

Qual é a importância de promover um evento para mulheres da tecnologia? Como uma equipe diversa pode melhorar resultados?
No Nubank, um de nossos principais valores é a construção de times fortes e diversos. Para garantir que tenhamos as pessoas certas para os desafios que temos ao construir produtos que se adaptem às necessidades de cada pessoa do país, precisamos ter representatividade dentro dos nossos times. Acreditamos que times com pessoas que vêm de diversos cenários e vivências podem trazer perspectivas diferentes e importantes que nos permitem continuar inovando sempre.

Nós entendemos que a área de tecnologia é desbalanceada quando falamos de diversidade, mas, eventos como o Yes, She Codes, mostram como estamos comprometidos em mudar esses números em todos os níveis de experiência e atuação, para que possamos seguir desafiando o status quo.

O mercado de tecnologia tem aberto mais oportunidades para talentos femininos?
Ainda há um longo caminho a ser percorrido, mas entendemos que iniciativas como o Yes, She Codes e outras promovidas no mundo da tecnologia já começam a ser importantes formas de pavimentar este trajeto.

O Nubank é uma empresa de tecnologia e, atualmente, cerca de 40% da nossa equipe são mulheres em todos as funções e níveis de senioridade. Este é um dado relevante num universo de mais de 1,9 mil profissionais em nossas operações no Brasil, Argentina, México e Alemanha.

Receba novidades por e-mail.