Tempo de leitura: 2 minutos

A tecnologia sempre foi amiga das equipes de vendas. O vendedor que andava a pé ou de carroça depois passou a tomar trem e mais recentemente começou a andar de carro, avião e todos os meios de transporte disponíveis. Telefones, computadores, celulares se tornaram parte da vida de qualquer vendedor e só ajudam a aumentar seu alcance e a construir melhores relações com os compradores.

Então não há o que temer em relação às novas tecnologias, cada vez mais convergentes: celulares, analytics, armazenamento na nuvem… Consultorias e publicações especializadas, como Gartner Group, Harvard Business Review e revista Forbes já escolheram as tendências mais fortes que estão transformando a realidade dos departamentos de vendas. Aqui, algumas dicas de especialistas compiladas por várias publicações:

1.     Computação onipresente: com a proliferação dos smartphones e da Internet das coisas, compradores e vendedores podem se encontrar a qualquer momento. Tudo gera dados, tudo permite conhecer melhor seu consumidor.

2.     Analytics avançados e invisíveis: as estatísticas hoje estão embutidas em dados ligados a clientes, atividades de vendas e vendedores. Com isso, as empresas têm o apoio necessário para tomar as decisões corretas e oferecer aos vendedores e clientes no momento exato.

3.     Sistemas ricos em contexto: dados e insights analíticos podem ser customizados e focados em situações específicas enfrentadas por clientes e colaboradores da empresa. A customização extrema se alinha perfeitamente com como as pessoas de vendas pensam e trabalham.

4.     Computação na nuvem: acesso rápido e imediato a uma gama muito maior de informações. As equipes de vendas podem melhorar sua efetividade adotando as tecnologias na nuvem e integrando-as para aumentar a produtividade.

5.     Aprendizado pela máquina e bots: celulares e aplicativos fornecem experiências intuitivas, capturando dados e reduzindo a tarefa de dar entrada nos dados. Isso permite planejar ações com muito mais acurácia.

6.     Sistemas CRM: hoje muito mais acessíveis e leves, os sistemas CRM conquistaram seu espaço e estão em toda parte. Com o acesso de todos os colaboradores, das mais diversas áreas da empresa, ao sistema, é possível trabalhar em equipe com mais facilidade, de maneira aberta, e sem que um se sobreponha ao outro. Hoje é possível inclusive construir o próprio sistema, reduzindo custos e aumentando o acompanhamento da experiência do usuário.

7.     Aplicativos de automatização: hoje existem aplicativos que criam sequências para enviar uma série de e-mails automatizados para seu cliente potencial, como o Hubspot Sales, que permite personalizar e acompanhar todas as mensagens, permitindo coletar dados e organizá-los na melhor sequência. Aplicativos de apresentação muito mais simples também estão disponíveis, além de recursos de follow-up, como o Boomerang, um plug-in do Gmail que permite organizar o envio de mensagens para os clientes.

8.     Integração com marketing: dados e estatísticas de vendas também podem estar totalmente integrados à área de marketing, sempre com foco no consumidor final.

9.     Soluções de voz integradas: os sistemas de CRM e controle de e-mails hoje também permitem integrar serviços de voz, sem a necessidade de dar entrada manualmente a uma grande quantidade de dados.

10.  Sistemas de interpretação de dados: não adianta gerar uma infinidade de dados e não conseguir interpretá-los, certo? Já existem sistemas muito simples que conseguem separar o joio do trigo, ajudando a empresa a planejar sua estratégia de vendas e refinar os dados levantados.

 

Nota do Editor: Um dos mais reconhecidos especialistas na área de vendas da atualidade, Neil Rackham é autor do livro SPIN Selling, e estará no Brasil no dia 19 de setembro, em uma Master Class especial a ser realizada no World Trade Center, das 9h às 17h30.

[shareaholic app="share_buttons" id="25714566"]
Receba novidades por e-mail.