Tempo de leitura: 1 minuto

Em um mundo cada vez mais orientado por algoritmos e automatização, a ressignificação do protagonismo humano será definida pela colaboração entre homens e máquinas — e pela nossa habilidade de se adaptar a esse novo cenário. Das grandes mudanças de fluxos econômicos aos desdobramentos psicológicos individuais, conheça três livros para entender os impactos desse movimento na sociedade e no mercado de trabalho.

The Big Nine — Amy Webb
Um dos destaques da Expo 2020, a americana Amy Webb, é considerada uma das principais analistas de tendências do mercado de tecnologia. Em “The Big Nine”, seu livro mais recente, ela volta o radar para a relação entre o mercado de inteligência artificial e os conglomerados digitais. A partir das perspectivas de empresas como Amazon, Google, Facebook, Tencent, Baidu, Alibaba, Microsoft, IBM e Apple, ela aponta os riscos que essa concentração de poder oferece para o futuro da humanidade.

21 Lições para o Século 21 — Yuval Harari
Autor dos best-sellers Sapiens e Homo Deus, o israelense Yuval Harari foi uma das grandes atrações da última edição da HSM Expo, quando se apresentou pela primeira vez no Brasil. A apresentação terá como base os temas abordados em sua obra mais recente: “21 Lições para o Século 21”. O livro fecha a trilogia sobre o passado, presente e futuro da humanidade, trazendo um olhar original e didático sobre os impactos das revoluções tecnológicas na economia e na sociedade.

Sociedade do Cansaço — Byung-Chul Han
Em sociedade do cansaço, o filósofo coreano apresenta uma visão incômoda sobre a pressão que a cultura do desempenho exerce sobre cada indivíduo. A partir do conceito de liberdade coercitiva, ele aponta como nossas escolhas profissionais estão levando a uma autoexploração disfarçada de senso de liberdade.

[shareaholic app="share_buttons" id="25714566"]
Receba novidades por e-mail.