Tempo de leitura: 2 minutos

A forma como as pessoas buscam por trabalho já vem mudando há algum tempo. Redes sociais, sites especializados em vagas, busca no Google. Todos esses formatos são válidos para a contratação de novos talentos para as organizações, pois estes são alguns dos canais onde os talentos buscam por oportunidades.

Porém, hoje o comportamento do candidato está muito mais complexo do que podemos imaginar. Pesquisas mostram que o candidato chega a ter até 12 pontos de contato com uma marca empregadora antes de se aplicar para uma vaga. Esse comportamento é muito semelhante ao comportamento de compra das pessoas, na hora de comprar online.

Justamente por isso, cada vez mais os profissionais de RH precisam tratar os candidatos como o marketing trataria seu “cliente”. E aprender que para conquistar um cliente é preciso acompanhar e auxiliar a jornada dele, entregando a ele valor, em cada momento desta jornada.

É desta mudança de mindset que surgiu o Recruitment Marketing, ou marketing de recrutamento. Um conceito que busca fortalecer a sua marca empregadora, de forma a atrair, engajar e converter os talentos certos para sua organização, antes mesmo de você abrir suas vagas.

O Recruitment Marketing se propõe a oferecer a vaga certa, para o candidato certo, no momento certo. Adeus processos seletivos com milhares de inscritos fora do perfil. Ele usa sua marca empregadora (aquilo que sua empresa tem de essência, aqui que te diferencia de todas as outras empresas) em ações táticas focadas nos talentos que você precisa ter na sua organização.

Como o Recruitment Marketing faz isso? Atraindo talentos com conteúdos que despertem o seu interesse, e depois, nutrindo estes talentos por meio do seu site ou blog de carreiras, redes sociais, email e eventos (online e off-line), como o intuito de oferecer a vaga certa para eles, quando a oportunidade surgir. Tudo isso de forma escalável e mensurável, entendendo e participando da jornada do talento, do primeiro contato com a sua marca empregadora até a inscrição em uma vaga.

Hoje, percebemos que o Recruitment Marketing faz bastante sentido para organizações que possuem um número alto de vagas por ano, dificuldade em fechar essas vagas e bons atributos internos que não são comunicados. São organizações que sabem que tem muito a oferecer, mas ainda não encontraram a melhor forma de divulgar isso para o mercado.

Uma vez colocada a estratégia no ar, o retorno vem em torno de 6 a 12 meses. E com uma estratégia bem implementada, você pode esperar redução de turn-over, por trazer talentos mais alinhados, redução do custo de contratação e também do time to fill das suas vagas.

Como vocês perceberam, o recruitment marketing, ou marketing de recrutamento, está mudando a forma como talentos e empresas de conectam e ajudando o RH a ocupar um papel mais estratégico dentro das organizações. Sua empresa está preparada para essa mudança?

[shareaholic app="share_buttons" id="25714566"]
Receba novidades por e-mail.