fbpx
Tempo de leitura: 2 minutos

Inúmeros estudos já confirmaram que ouvir música pode melhorar sua produtividade, mas novas pesquisas sugerem que alguns gêneros são mais motivadores do que outros. A música mais popular para melhorar a produtividade, segundo um estudo da CloudCover Music, é o rock clássico, seguido pela alternativa e pop. Por outro lado, hip-hop, heavy metal, EDM e country foram considerados os mais perturbadores.

“É realmente uma preferência individual”, diz Meg Piedmont, gerente de projetos da CloudCover Music, que ajudou a montar o estudo. “É sobre a criação de seu próprio espaço de trabalho, personalizado para permitir que você faça o seu melhor.”

Piedmont usou o hip-hop para demonstrar como o impacto da música pode ser subjetivo para cada ouvinte individualmente. Enquanto 21,1% rotularam o gênero de “produtivo”, tornando-se o quinto favorito no ambiente de trabalho, 37,7% dos entrevistados disseram que era “distrativo”, tornando-o simultaneamente o mais detestado.

A música como fuga de ruídos ambiente

Uma coisa que a maioria dos entrevistados concorda é que ouvir música ainda é melhor do que qualquer outro ruído causado no ambiente de trabalho, com 94% dos entrevistados dizendo que ouvem música no trabalho, em comparação a 42% que ouvem rádio, 35% que ouvem podcasts, 25 % que ouvem notícias e 15% que ouvem audiolivros e esportes.

“Ouvir música com fones de ouvido pode ajudar as pessoas a manterem o foco e sentirem que têm seu próprio espaço em um local de trabalho aberto”, diz Piedmont. “Também é muito fácil ter acesso à música nos dias de hoje, geralmente no telefone ou no computador, de graça, e o acesso fácil também pode ser um motivo pelo qual estamos vendo mais pessoas ouvindo com mais frequência ao longo do dia. ”

De acordo com o estudo, 82,2% dos entrevistados têm permissão para ouvir sua música pessoal no local de trabalho usando fones de ouvido. Daqueles que ouvem alguma forma de áudio no local de trabalho, cerca de 42% ouvem durante todo o dia, 39,5% ouvem um par de vezes por dia e cerca de 19% ouvem um par de vezes por semana.

O silêncio ainda é ouro

Apesar de ter virado costume ouvir música na empresa, o melhor ruído de fundo para se concentrar em tarefas importantes no local de trabalho ainda é o silêncio, de acordo com o autor e pesquisador Josh Davis. “Em quase todas as circunstâncias em que você está tentando fazer um trabalho de conhecimento, onde precisa se concentrar, é melhor ficar em silêncio”, diz ele.

No livro de Davis, “Two Awesome Hours”, ele explora maneiras de maximizar as duas horas mais produtivas do indivíduo, explicando que fatores ambientais, como o ruído, podem ter um impacto significativo na produtividade. “Para o resto do dia, coloque música que faz você se sentir mais agradável ou produtivo, o que torna mais fácil passar pelas coisas que podem ser menos agradáveis, mas que precisam ser feitas.”, diz Davis.

A playlist certa, na hora certa

Quando o silêncio não é uma opção, no entanto, Davis sugere tentar combinar o gênero com a tarefa em mãos. “Há certos tipos de trabalho criativo em que não se trata de atenção focada, mas de ser criativo em um sentido mais artístico”, afirma Davis. “Para isso, foi demonstrado que algum ruído de fundo livra as pessoas das restrições, precisamente porque elas estão um pouco distraídas”.

De acordo com Teresa Lesiuk, diretora do programa de musicoterapia da Universidade de Miami, os colaboradores precisam considerar vários fatores ao escolher uma playlist, incluindo fatores internos como humor, tipo de personalidade e preferências pessoais, bem como variáveis externas, como a natureza da tarefa e o ambiente de trabalho.

A pesquisa de Lesiuk descobriu que a música pode ser eficaz no combate à sonolência, melhorando assim o desempenho no local de trabalho. “Seja qual for o gênero que você escolher, encontre algo que seja um pouco mais acelerado, algo que tenha uma melodia e ritmo que se mova muito, porque essas propriedades vão deixar você mais alerta”, diz ela.

Texto adaptado da revista Fast Company*

Receba novidades por e-mail.