fbpx
Tempo de leitura: 3 minutos

Tempos ágeis! O tema escolhido para nortear o HSM Leadership Summit deste ano não poderia ter sido outro. Afinal, em mundo que se move constantemente, e abraça as inovações tecnológicas como alternativas relevantes para a mudança de mercado, precisa de líderes preparados para lidar com os desafios que essas transformações trazem.

A palavra agilidade e velocidade foi constantemente citada em todas as palestras desse primeiro dia de evento, criando reflexões e discussões pertinentes para o futuro. Ou melhor, para o presente!

Scott Sonenshein, autor do best-seller Stretch – O poder do menos, defende que o excesso de planejamento e recursos pode atrapalhar o processo de resolver algum problema, e afirma que é mais importante focar e fazer pequenos experimentos hoje, do que planejar algo para um futuro desconhecido que pode não acontecer.

Em sua palestra, ele deu vários exemplos práticos de como a abundância em recursos pode atrapalhar o projeto de uma empresa, e que é preciso criar um Mindset em que os líderes estejam abertos a trabalhar com o que têm.

A consequência deste tipo de comportamento, além de obter sucesso mais rápido e assertivo na execução dos projetos e solução de problemas, também faz com que sua empresa perca menos dinheiro e menos tempo.

“É preciso convencer os líderes que apesar de ser sedutor o pensamento de que mais recursos podem levar a melhores resultados, a verdade é que quanto menos recursos você tiver para trabalhar em equipe, maior será sua criatividade e produtividade”. Afirmou, Scott.

Resolver problemas de maneira ágil e assertiva

Se tempo é dinheiro, nada melhor do que diminuir o tempo de planejamento de um projeto com o intuito de não perder tanto investimento caso o mesmo fracasse.

Durante muitos anos, essa foi uma questão que incomodava Jake Knapp. O renomado designer, autor do livro e criador da metodologia Sprint, percebeu que se gastava muito tempo e dinheiro em projetos que davam errado na hora da execução, em todos os lugares que trabalhou – Microsoft e Google.

Se sentindo desafiado, ele criou o método revolucionário que hoje é utilizado por grandes empresas, como a própria Google – onde o projeto foi primeiramente testado – provando que é possível resolver problemas e testar novas ideias em apenas 5 dias.

Ele garante que o método funciona. Em sua palestra, Jake deu um passo a passo básico de como aplicar o método Sprint no planejamento de algum projeto. E destacou alguns comportamentos importantes para obter melhores resultados.

Um deles por exemplo é oferecer um tempo para que cada pessoa da sua equipe possa pensar sozinho e em silêncio sobre qual a melhor maneira de solucionar o problema.  Além disso, ele também destacou a importância de ter indivíduos de várias áreas diferentes em seu time, para obter perspectivas diversificadas. E ainda, a relevância em ter um tomador de decisão para gerenciar melhor todas as ideias sugeridas.

Entretanto, seu maior desafio hoje em dia é fazer com que os líderes entendam essa nova cultura organizacional, e estejam dispostos a colocar esse método em prática.

Pesquisas ágeis abrem portas para a Medicina de Precisão

Todas essas transformações tecnológicas acontecem de forma cada vez mais rápida, e quem não acompanha sua tendência acaba ficando para trás. A inovação mudou a forma como o mercado se move, e trouxe inúmeros benefícios que podem ser aproveitados em qualquer área, inclusive da Medicina.

Pedro Galante, cientista e especialista em bioinformática, genômica e câncer, contou como as novas tecnologias abriram muitas portas para as pesquisas ágeis, trazendo muita inovação e transformação para a medicina. Principalmente na área de sequenciamento do genoma humano.

Foram 13 anos de pesquisas, e hoje todos os dados são compartilhados na internet de forma gratuita para que os pesquisadores avancem ainda mais. Isso significou uma quebra de paradigmas na área de sequenciamento, gerando um crescimento exponencial e diminuindo consideravelmente os custos.

As pesquisas ágeis ainda passam por muita tecnologia e inteligência artificial para acelerar todo o processo, mas sem dúvida foi fator importante para democratizar a informação do DNA humano para muita gente. E Pedro garante, isso é só o começo!

É preciso andar mais rápido!

Felipe Castro junto a Mariana Pasqualetti e Paulo Camara encerraram esse grande e inspirador dia de evento falando sobre a importância da metodologia dos OKRs na empresa, como maneira de acelerar o processo de planejamento e auxiliar na definição de metas de um jeito mais simples e com melhores resultados.

E defenderam: “Não tem como ser ágil se sua empresa não acompanhar as mudanças organizacionais”.

Será que sua empresa está pronta para acompanhar todas as transformações que os tempos ágeis estão trazendo à tona?

Receba novidades por e-mail.