Tempo de leitura: 2 minutos

É bem aceita a ideia de que uma boa gestão é essencial para o desenvolvimento e crescimento de organizações em qualquer área. O processo de traçar um plano de ação, definir objetivos e acompanhar sua trajetória rumo a esses objetivos é uma das ferramentas mais eficazes para, justamente, atingir esses objetivos.

Por isso, faz sentido que a questão das “metas” apareça com tanta frequência na literatura sobre gestão. As metas são parte essencial desse processo.

Ainda que não sejam tão bem definidas, elas oferecem um parâmetro de comparação, com base no qual é possível avaliar o desempenho da equipe rumo ao seu objetivo. Nesse contexto, um método de gestão é uma espécie de “meio” para que as metas sejam atingidas.

No entanto, uma pergunta bastante comum é:
É possível bater metas sem um processo de gestão bem definido? Ou mesmo sem qualquer tipo de gestão?

A resposta honesta é que sim.

Mesmo sem ter qualquer processo bem definido, é possível que uma organização consiga bater suas metas. Isso não significa, no entanto, que um bom método de gestão seja desnecessário. Para ilustrar esse ponto, gosto de pensar em uma comparação inusitada, mas bastante útil: o voo da galinha vs. o voo da águia.

A galinha e a águia

Comparando a galinha e a águia:
As duas têm asas? Sim
As duas voam? Sim
Em teoria, as duas conseguem voar longas distâncias? Sim também.

No entanto, se você já viu essas duas aves voando, sabe que o simples fato de que as duas voam não é suficiente para igualá-las.
Por mais que uma galinha consiga voar, seu voo não é, nem de longe, tão elegante, eficiente e tranquilo quanto o da águia. No longo prazo, uma águia, por ser mais eficiente no seu voo, consegue chegar muito mais longe.

O processo de gestão, nessa analogia, é o que leva as organizações do “voo de galinha” para o “voo de águia”. Ele não é mágico e não é rápido, mas permite que você atinja resultados cada vez melhores com um esforço cada vez menor.

Conforme você for se capacitando em técnicas, hábitos e ferramentas de gestão (não necessariamente nessa ordem), essa mudança vai ficar cada vez mais clara.

Você vai sair de um contexto de “bater desesperadamente as asas” para atingir uma meta, para chegar num cenário em que, com poucos movimentos, consegue voar para mais longe.

O que tirar dessa situação

O importante, aqui, é perceber que a gestão não é exatamente essencial para bater metas. No entanto, ela ajuda demais a acelerar o trabalho da organização. Por isso que ela é tão discutida.

Sem dúvida existem negócios que funcionam há bastante tempo sem aplicar técnicas de gestão. É possível até mesmo que eles sejam relativamente prósperos.

Porém, o mais provável é que mesmo esses negócios prósperos estejam perdendo oportunidades ao não trabalhar de maneira mais organizada. Ou, no mínimo, que sua prosperidade esteja custando mais caro do que precisaria.

Ferramentas e metodologias de gestão, nessa perspectiva, são também um investimento no seu bem-estar. Afinal, a chance de trabalhar de modo mais tranquilo, sem precisar apagar incêndios a todo momento, é algo que vale muito.

Fica então a reflexão: atualmente, o voo da sua empresa é de galinha ou de águia?

[shareaholic app="share_buttons" id="25714566"]
Receba novidades por e-mail.