blogSU: fique por dentro
do universo SingularityU

O economista austríaco Wolfgang Fengler acumula quase duas décadas de análise de cenários para o Banco Mundial. Ao longo desse período, ele tornou-se conhecido pela conexão entre dinâmicas macroeconômicas e tecnologias de inovação. Com projetos realizados em quatro continentes, Fengler será um dos destaques da programação do Exponential Finance Brazil, que acontece nos dias 10 e 11 de setembro, em São Paulo. Em uma das palestras mais aguardadas do evento, ele apresentará as oportunidades de inteligência artificial e machine learning para o mercado financeiro.


Defensor da aplicação de ferramentas de Big Data para solucionar grandes problemas da humanidade, Fengler acredita que a ciência de dados pode ser uma poderosa aliada para alcançar as metas de desenvolvimento sustentável da ONU. Durante uma apresentação no SU Global Summit 2018, ele afirmou que o desafio é conectar novas tecnologias a necessidades reais de empresas e pessoas. Tal descompasso é ilustrado por uma metáfora com o petróleo: assim como acontece com o diesel e a gasolina, os dados só ganham valor quando são devidamente extraídos, refinados e entregues às pessoas de uma forma que elas possam utilizá-los da melhor forma possível.


A preocupação em criar soluções que diminuam o abismo entre a prosperidade oferecida por novas tecnologias e os milhões de pessoas em situação de fome e pobreza no mundo. O Relógio Mundial da Pobreza é um dos seus principais projetos nessa área. Trata-se de uma plataforma que monitora os índices de pobreza no mundo, mostrando em tempo real as estatísticas de cada país. O sistema apontou recentemente a Nigéria como a população mais pobre do mundo. A descoberta teve repercussão global, ganhando destaque em veículos como Financial Times e Washington Post.

2019-08-02