blogSU: fique por dentro
do universo SingularityU

Quinto país mais populoso do mundo, o Brasil tem grande preocupação em alimentar sua população. O cenário brasileiro de produção de alimentos voltou a ter uma curva de crescimento significativa em 2017, após dois anos de retração, provocada pela recessão econômica.

A agricultura tem sido a base da economia do Brasil. Cerca de 30% do território nacional é usado como terra cultivável. Além disso, o país também é conhecido mundialmente como grande exportador de café e um dos maiores exportadores de soja, carne de vaca e cana-de-açúcar.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia), o setor faturou R$ 656 bilhões em 2018, valor que representa aumento de 2,08% em relação a 2017. Mesmo com os números crescendo anualmente, especialistas afirmam que o grande salto econômico nesse setor só será bem-sucedido por meio de inovações que aumentem a produtividade e a eficiência no uso dos recursos naturais.



O Brasil tem saído na frente quando o assunto é inovação na cadeia produtiva de comida. Além de ser um dos países que mais exportam alimentos — a renda anual de exportação é cerca de 79 bilhões de dólares —, muitos consideram o Brasil uma das nações com maior diversidade na produção agrícola, exportando várias espécies de cereais, frutas, grãos, entre outros. E para continuar crescendo, a nação tem usado bastante das tecnologias exponenciais.

Esse é o caso da startup brasileira Laticin, que faz a produção de laticínios orientada por dados, com o objetivo de usar a tecnologia de análise de dados para aumentar a eficiência da cadeia produtiva: da coleta do leite à distribuição dos produtos acabados. O projeto ficou em terceiro lugar na competição Thought for Food Challenge 2018, desafio mundial de startups que reuniu mais de 800 participantes de 160 países, ano passado, no Rio de Janeiro.

Por isso, os participantes do SingularityU Brazil Summit deste ano debaterão o cenário brasileiro em que a inovação e as tecnologias exponenciais colocam o Brasil na posição dianteira quando o assunto é indústria de alimentos.

Fique de olho para conhecer nossos palestrantes especiais!

2019-03-08