Tempo de leitura: 1 minuto

A saúde mental passou a ser um dos temas mais discutidos do mundo corporativo. A preocupação com essa questão pode ser observada no aumento da procura por programas de mindfulness e sessões de terapia nas empresas .

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é líder mundial em transtornos de ansiedade, ocupando o quinto lugar em taxas de depressão. As causas podem ser provocadas por vários fatores. Entre eles, estão o esgotamento e o estresse gerados em um ambiente de trabalho tóxico. .

No Brasil, cerca de 32% dos profissionais sofrem com problemas do gênero. Em 2017, a Previdência Social apontou que os transtornos mentais ficaram entre as 10 principais causas de afastamento do trabalho (cerca de 43,3 mil). Os transtornos ansiosos apareceram na 15ª posição da lista.

Nessa busca desenfreada pelo sucesso, muitos profissionais deixam a sua saúde de lado e ficam mais suscetíveis a esse tipo de transtornos. Foi o caso de Arianna Huffington, fundadora do The Huffington Post e CEO da Thrive Global. Eleita pela Revista Time como uma das 100 mulheres mais influentes do mundo, ela afirma que a cultura do excesso de trabalhar se tornou um problema global. Após sofrer um burnout, ela passou a enxergar o bem-estar dos colaboradores como a maior vantagem competitiva de uma organuzação.

Em suas palavras, “quando cuidamos de nós mesmos, somos mais eficazes, somos mais criativos e temos mais sucesso em uma definição ampla do que isso realmente significa”. Talvez realmente seja a hora de redefinirmos o conceito de sucesso para algo que se aproxime mais do equilíbrio entre prosperidade, propósito, bem-estar e saúde.

Nos dias 4, 5 e 6 de novembro acontecerá em São Paulo a HSM Expo ’19, e Arianna Huffington é uma das palestrantes principais. Garanta sua inscrição no site oficial do evento!

[shareaholic app="share_buttons" id="25714566"]
Receba novidades por e-mail.