fbpx
Tempo de leitura: 1 minuto

Você já deve ter ouvido falar em inteligência emocional. Nos últimos tempos, ela tem sido pauta de várias matérias, livros, palestras e usada em algumas organizações. Mas você sabe qual a real importância de aprender a usar a inteligência emocional em sua vida, seja ela pessoal ou profissional?

Inteligência emocional é a capacidade de saber identificar suas emoções com o objetivo de gerenciá-las melhor. E, acredite, isso pode fazer uma diferença e tanto! Dentre as características, destaca-se a habilidade de aprender a lidar com frustrações e a não desistir, apesar dos fracassos. Tudo isso tem se tornado cada vez mais importante no ambiente corporativo.

Por isso, se você gostaria de se aprofundar no assunto, confira nossa lista com 3 livros sobre inteligência emocional e que você pode aproveitar para começar a ler já neste mês!

Inteligência emocional, de Daniel Goleman

A maioria dos brasileiros ainda não sabe como lidar com as próprias emoções de modo saudável e produtivo. Por isso, uma ótima maneira de começar a entender melhor como a inteligência emocional funciona é pelo livro do renomado psicólogo Daniel Goleman. Nele, Goleman ensina que o controle das emoções é essencial para o desenvolvimento da inteligência do indivíduo, além de afirmar que essa é uma capacidade essencial para obter sucesso nos relacionamentos e na vida profissional.

Mindset, de Carol S. Dweck

Ao longo de sua carreira como professora de psicologia na Universidade de Stanford e especialista internacional em sucesso e motivação, Carol S. Dweck desenvolveu um conceito fundamental para obter sucesso, que se baseia na atitude mental com que encaramos a vida. Segundo ela, mindset não é mero traço de personalidade, é a explicação de por que somos otimistas ou pessimistas, bem-sucedidos ou não. Ele define nossa relação com o trabalho e com as pessoas e a maneira como educamos nossos filhos. É fator decisivo para que todo o nosso potencial seja explorado.

Agilidade emocional, de Susan David

Em seu livro, a psicóloga e professora de Harvard Susan David defende o conceito de agilidade emocional como forma de aprender a lidar melhor com as transformações de um mundo cada vez mais ágil. Essa capacidade implica aceitar o estado emocional, seja ele de alegria ou sofrimento, tentar entendê-lo para gerenciá-lo melhor. Segundo Susan, é preciso entender nossas emoções para que não nos deixemos ser dominados por elas.

Agora é só escolher por qual deles começar e boas leituras!

Área de conteúdo HSM

Receba novidades por e-mail.