fbpx
Tempo de leitura: 1 minuto

Robert de Niro é conhecido por filmes como “Táxi Driver” e “O poderoso chefão”, quando interpretava mafioso, gângster ou qualquer personagem que carregasse uma cara meio amarrada.

Agora que atingiu a senioridade, fica meio difícil — ainda que não impossível — interpretar papéis sisudos com esse jeitinho de avô fofo que os cabelos brancos lhe proporcionaram.

É justamente nesse estilo que ele interpreta o avô Ben Whittaker: viúvo de 70 anos, cansado do estilo de vida sem graça que a aposentadoria lhe trouxe, que procura meios de ainda se sentir útil. E qual a melhor maneira que ele escolhe para fazer isso? Tornando-se estagiário!

Contratado num programa de estágio sênior por Jules Ostin, interpretada por Anne Hathaway, Ben espera não só aprender coisas novas, assim como também poder passar sua experiência para os jovens que estão à frente dos negócios atuais.

A partir disso, o filme mostra o dia a dia da startup comandada por Jules e os desafios que ambos enfrentam nesse ambiente cheio de inovação. As duas personagens têm personalidades bem diferentes, mas lutam pelo crescimento da empresa. Veja algumas dicas valiosas que você pode aprender com “Um senhor estagiário”!

1ª – Sempre há algo novo para aprender com os outros

Independentemente da faixa etária, muitos líderes acabam tendo o pensamento de que, porque ocuparam cargo de gerência, precisam saber de tudo. Hoje, muitas empresas já lutam para mudar esse mindset.

[Cuidado! Spoiler à frente] Você pode perceber como esse comportamento fica bem claro no filme, com uma cena em que Jules se permite conhecer melhor Ben e percebe que, apesar de conservador, a experiência dele com vendas pode ajudar mais no negócio do que ela imaginava.

2ª – Celebre suas conquistas com sua equipe

Nem todas as organizações têm o hábito de celebrar suas conquistas com festa e agitação. Mas isso pode fazer uma diferença e tanto em sua equipe, além de contribuir para que cada colaborador se sinta parte importante dessa vitória.

No filme, há um sino no centro do escritório justamente com esse objetivo, ele é tocado para celebrar qualquer meta atingida, mesmo que seja apenas um número recorde de likes no Instagram. #Comemorepequenasvitórias

3ª – Estar sempre ocupado nem sempre é sinal de eficiência

Jules vive uma rotina estressante, cheia de compromissos, ela não consegue nem dormir, nem se alimentar direito e muito menos ter tempo para a família.

Esse é outro hábito de liderança que tem ficado para trás, principalmente, com o surgimento da nova geração de líderes que prezam maior qualidade de vida, além de terem uma perspectiva de que longas jornadas de trabalho não são garantia de bons resultados.

Agora você pode aproveitar o fim de semana para assistir ao filme em boa companhia!

Área de conteúdo HSM

Receba novidades por e-mail.